Marketing

Mayweather x McGregor: um combate bilionário de puro Marketing

Uma luta de bilhões

Acabo de ler uma matéria do SporTV sobre os valores da luta entre o astro do boxe Mayweather e o fenômeno do UFC McGregor. É impressionante! Mas por que tudo isso?

Segundo a reportagem, estima-se que a luta pode movimentar até R$1,9 bilhão! Isto em termos gerais, considerando ingressos, produtos, patrocínios e tudo mais. Porém, o que mais chama a atenção são os valores que os atletas receberão.

Os contratos são confidenciais, mas é esperado que Mayweather receba R$719 milhões, enquanto que McGregor saia com a singela quantia de R$219 milhões. É dinheiro que não acaba mais!

É tanto dinheiro que algumas pessoas se revoltam.

Os comentários de algumas matérias e postagens chamam a atenção para o fato de, em detrimento dos valores pagos aos dois astros, milhões de pessoas passarem fome, por exemplo. É uma visão mais social e humanitária, porém este não é o foco aqui.

A pergunta é: como e por que isso acontece? Por que tanto dinheiro em uma luta?

Marketing

A resposta envolve diversos fatores e cada especialista pode dar uma visão diferente. Eu vou analisar pelas lentes do Marketing.

Voltando aos clássicos 4Ps de Kotler, podemos fazer a seguinte análise:

Produto

É a luta em si. Porém não é uma luta qualquer. Alguns falam em se tratar da maior luta do ano. E é justificável. Mayweather é apontado por muitos como o maior lutador de boxe de todos os tempos. Já McGregor, um verdadeiro campeão do UFC. Ambos conhecidos mundialmente e respeitados como ícones de seus esportes.

Vale ressaltar que, apesar de a luta ser o produto principal, há outros produtos envolvidos. A venda de produtos licenciados, apostas e patrocínios são exemplos.

Para quem é fã das artes marciais, há de se concordar que esta é uma luta histórica. Por isso o alto valor agregado.

Preço

O preço dos produtos é diretamente proporcional ao valor percebido, isto é fato. Ou seja, era de se esperar que os preços de ingressos e demais produtos fossem extremamente altos. Trata-se da maior e melhor luta do ano e, talvez, uma das maiores da história. É justificável.

Praça

Tais produtos serão oferecidos de diversas maneiras. Os expectadores podem aproveitar a luta na arena, obviamente, mas também por canais pagos. E isso impacta diretamente no alcance e no número de clientes.

Enquanto na arena o espaço é limitado a algumas centenas ou milhares de pessoas, o alcance dos canais televisivos é virtualmente infinito. Serão milhões de clientes assistindo. Os patrocinadores agradecem.

Promoção

Essa é a parte que mais me chama a atenção, e provável responsável por você estar lendo este texto agora.

A maior lutador de boxe da história e um fenômeno do UFC por si só já se promovem bastante, porém não o suficiente.

Você, que não tem interesse em artes marciais, que talvez nem soubesse que essa luta fosse acontecer e nem quão grandes fossem Mayweather e McGregor, você só está sabendo por causa da promoção. Porque investe-se muito dinheiro para que até mesmo quem não gosta de boxe ou UFC fique sabendo e queira assistir a luta. Quanto mais pessoas melhor, mais visibilidade, mais dinheiro.

É o que acontece, por exemplo, nas finais da Liga dos Campeões, na Copa do Mundo, nas Finais de Vôlei. Milhões de pessoas assistem justamente por causa da promoção. Há vários produtos semelhantes, mas você sente que aquele é especial. Barcelona e Real Madrid se enfrentam com frequência, mas você só assiste quando é a final. Certo?

Em termos simples

Em outras palavras e sem citar conceitos de marketing, você já ouviu a frase “tempo é dinheiro”? Aposto que sim.

Partindo deste pressuposto e da proporção que esta luta tomou, façamos o seguinte cálculo:

Milhões de pessoas x tempo assistindo a luta = milhões de horas

E, portanto, milhões de dinheiros. É fácil e simples.

Quanto mais valor você agrega, mais você ganha. Quanto mais pessoas você atinge, mais você ganha.

Isso tudo explica as quantias envolvidas e os milhões que Mayweather e McGregor ganharão.